A Escola Carlitos adota uma série de posturas relativas à prevenção de doenças que possibilitam cuidar de seus alunos, frente aepisódios de adoecimento.

Quando o aluno tiver febre, não deve frequentar as aulas, pois o quadro exige um cuidado individual impossível de ser garantido na Escola e, além disso, há riscos de a febre compor um quadro contagioso. Se a febre surgir durante o horário escolar, será solicitado aos pais que venham buscar o aluno.

Se houver necessidade de atendimento de emergência – caso o aluno sofra um acidente na Escola –, a primeira providência é entrar em contato com um responsável. Se isso não for possível, o aluno será levado ao pronto-socorro mais próximo ou àquele indicado na sua fi ha de saúde.

Se o aluno apresentar sintomas de qualquer doença infectocontagiosa, deverá deixar de frequentar a Escola, retornando depois de passado o período de contágio e de cuidados especiais.

Nesses casos, os pais devem informar o fato imediatamente à Escola. Em caso de doenças que deixem dúvidas quanto à possibilidade de contágio, pede-se que entrem em contato para que se possa tomar, junto ao pediatra que orienta a Escola, as providências necessárias.

          Medicamentos

Os medicamentos a serem ministrados nos períodos em que o aluno permanece na escola devem ser entregues ao professor  ou  deixados na portaria, no horário de entrada, com a identificação do aluno e a posologia, obrigatoriamente escrita.

  • Unidade I 
  • Rua Conselheiro Brotero, 832.
  • CEP:01232-010 - São Paulo - SP
  •  +55 11 3662-9591
  • ver mapa
  • Unidade II
  • Rua Itápolis, 463.
  • CEP: 01245-000 - São Paulo - SP
  • +55 11 3661-8284
  • ver mapa

        Facebook Escola Carlitos

Escola Carlitos - 2017 © Todos os direitos reservados. Produzido por: Plyn