É intenção da Escola Carlitos educar seus alunos, ao longo da escolaridade, para os meios de comunicação. Proposta de educação que, gradativamente, possibilita à criança e ao adolescente ser receptor e produtor reflexivo de informação. A longo prazo, o objetivo é formar pessoas que conheçam as mídias, os analisem com autonomia, de forma crítica, e possam transformá-los.

Nesse sentido, no Ensino Fundamental 1 o trabalho educativo referente aos meios de comunicação se desenvolve, sobretudo, no processo de elaboração do Jornal Ipê Amarelo pelas crianças de seis a onze anos. Criado por elas, quase na íntegra, é material editado em papel jornal a cada dois meses e distribuído à comunidade escolar. Revela-se como veículo privilegiado para se entender o universo mediático nessa faixa etária, por representar uma ligação entre os mídias tradicionais e os mais recentes, bem como por assegurar a relação da escola, com a realidade ao incorporar todas as dimensões comunicativas.

O conteúdo do jornal tem caráter informativo, formativo e mesmo lúdico. Retrata acontecimentos da Escola e do meio próximo e longínquo do aluno, numa abordagem prioritariamente sociocultural. Assim, as matérias produzidas trazem com frequência para a comunidade temas sociais que provocam reflexões sobre a escola e o meio externo.

A produção do Ipê Amarelo passa por funcionamento coletivo e interativo, possibilitando a cada participante construir as primeiras representações organizadas das questões sociais de seu tempo. As matérias são escritas pelos estudantes na classe, baseadas em atividade investigativa que busca informações bem organizadas num sistema de produção e recepção das várias mídias. Processo que implica reconhecer vários pontos de vista, interpretar as realidades diferenciando ficção do real, distinguir informação útil de não útil, verdadeira de falsa. Trata-se da análise crítica das informações recolhidas que permite ao aluno escrever diferentes textos, fazendo escolhas não só linguísticas, mas do conteúdo que será comunicado mediante compromisso ético e cívico.

Os textos produzidos em cada classe, sob a orientação dos respectivos professores são enviados a um grupo de edição composto por alunos e educadores. Esse grupo discute e avalia, sob vários critérios, as matérias recebidas e escolhe as que comporão a futura edição. A cada bimestre a composição de tal grupo é mudada, organização que permite a todas as crianças participar das várias instâncias de produção do jornal.

Sobretudo, a elaboração do Ipê Amarelo ao colocar os alunos a construir mensagens públicas os põe em ação social que solicita atitude cidadã, critica e responsável. E a própria produção das crianças que as conduz a perceber que as mensagens são construções voluntárias e não meros relatos de acontecimentos. Assim, se apresentam como representações sociais, particulares do mundo e, portanto, lê-las e produzi-las pede participação ativa e esclarecida no mundo.

Ipe amarelo 1     ipe amarelo 2

  • Unidade I 
  • Rua Conselheiro Brotero, 832.
  • CEP:01232-010 - São Paulo - SP
  •  +55 11 3662-9591
  • ver mapa
  • Unidade II
  • Rua Itápolis, 463.
  • CEP: 01245-000 - São Paulo - SP
  • +55 11 3661-8284
  • ver mapa

        Facebook Escola Carlitos

Escola Carlitos - 2013 © Todos os direitos reservados. Produzido por: Plyn